Fazenda Arcozelo - Paty do Alferes RJ

A fazenda Arcozelo (antiga Freguesia) foi construída em 1792 pelo capitão-mor Manoel Francisco Xavier, rico fazendeiro que possuía três fazendas em Paty do Alferes; Freguesia, Maravilha e Santa Tereza, além do sítio da Cachoeira. Em 1838, os escravos do Capitão realizaram uma fuga em massa liderada por Manoel Congo, foi a maior revolta de escravos do Vale do Paraíba. (leia mais a respeito neste link http://www.turismovaledocafe.com/2011/07/manoel-congo-e-mariana-crioula.html. Com a morte do Capitão em 1840 e de sua esposa Francisca Elisa Xavier, primeira baronesa da Soledade, seu filho adotivo Gil Francisco Xavier herdou a fazenda. Endividado pelo jogo, Gil Francisco Xavier vendou a fazenda para o médico português Joaquim Teixeira de Castro que mudou o seu nome para fazenda Arcozelo. Joaquim Teixeira de Castro recebeu do rei D. Luís I de Portugal, em 1874, o título de visconde do Arcozelo. Com o declínio do café, a fazenda Arcozelo passou a explorar somente gado leiteiro. A partir da década de 1930, o excelente clima da região passou a ser conhecido nacionalmente com a propaganda feita grande médico infectologista Miguel da Silva Pereira. Isto atraiu muitos turistas de veraneio procedentes da cidade do Rio de Janeiro e, assim, a fazenda foi transformada em hotel em 1945. Finalmente, a fazenda foi loteada e a parte com as edificações tornou-se propriedade de João Pinheiro Filho, que, em 1958, a doou ao embaixador Pascoal Carlos Magno com o propósito de ali criar uma escola de teatro e local de retiro de artistas. O centro cultural Aldeia de Arcozelo foi inaugurado em 1965. Pascoal construiu no local um Anfiteatro, duas galerias de arte, biblioteca, restaurante, bar e uma área reservada para hospedagem dos participantes de eventos lá realizados. As obras de adaptação mantiveram a casa grande da Fazenda. O local é atualmente administrado pela FUNARTE - Fundação Nacional de Arte, do Ministério da Cultura. Mas infelizmente o local está completamente abandonado, a casa grande está em ruínas, e a visitação só pode ser feita no entorno do casarão.
Localiza-se a cerca de 2 km do centro do município.
End.: Av. Paschoal Carlos Magno 450, Arcozelo.

Um comentário:

Phil Scott disse...

Belas fotos, como sempre Nikson. Me pergunto e aos co-leitores do seu excelente blog, se estas construções tiveram ou ou mais arquitetos, Portugueses Brasilieros ou de outras nacionalidades. Me espanto como há tantas dessas magnificas sedes, como a Santa Maria, Ponte Alta, Secretário, Paraíso, entre tantas, que tem centenas de janelas! Aparentemente, construídas 'na mesma marcenaria' Isso seria uma possibilidade? Ou será que cada uma fez tudo no local de construção? Abs...