Igrejas e Conventos históricos de Angra dos Reis

Convento de Nossa Senhora do CarmoEm 1604, os padres Carmelitas receberam uma gleba de terras como doação do Sr. Manuel de Oliveira Gago para a construção do convento, que só ficaria pronto em 1617. Nesta época o povoado já estava com sua formação adiantada e outros desbravadores chegavam para morar na nova povoação que surgia em terras doadas pelo capitão Manuel Antunes. Porém, neste mesmo ano, o capitão assassinou o Padre Luiz dos Santos Figueira. Este lamentável incidente deixou o povoado por vários anos sem poder realizar os ofícios religiosos. Afetado por este episodio o capitão Manuel Antunes abandonou suas terras e mudou-se do povoado. A paróquia foi abandonada, até que em dezembro de 1623, dona Custódia Moreira, viúva do Sr. Antônio de Oliveira Gago, doou uma parte de suas terras aos padres carmelitas e ajudou-os na construção de uma igreja, com a condição de nela ser sepultada sob os degraus do altar colateral.



Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição
Uma imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, ficou no povoado alguns dias para ser vista e adorada pelos fiéis. Findo este período, a embarcação zarpou rumo ao sul, mas não conseguiu sair da baía devido ao mau tempo. Três tentativas foram feitas e todas fracassaram, o barco era obrigado a retornar ao porto da vila. Então o povo se reuniu e considerou aquele incidente como uma mensagem divina, exigindo que a imagem ficasse na vila. E o desejo da população foi atendido, e a imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição foi guardada na Igreja de Santa Luzia, isso em 1632. No ano seguinte deu início as obras da Igreja Matriz, mas a construção durou quase 120 anos. Em 1730, o vigário Frei Luiz Nogueira Travassos, acelerou a construção da igreja, conseguindo concluí-la parcialmente. Os últimos ornamentos necessários à conclusão da obra foram solicitados ao Rei D. João V e finalmente a igreja foi inaugurada em fevereiro de 1750.

Igreja de Nossa Senhora da Lapa e Boa Morte
Construída em 1752, pelo Capitão Baltazar Mendes de Araújo, a Igreja é dedicada à Nossa Senhora da Lapa e da Boa Morte, em pagamento de uma promessa. A Igreja abriga o Museu de Arte Sacra, criado em 1992, que possui um acervo com mais de 1.500 peças; são imagens dos períodos barroco, rococó e neoclássico dos séculos XVII, XVIII e XIX, há também ourivesarias, documentos e paramentos litúrgicos. O museu é considerado um dos mais importantes para o Brasil.
Convento de São Bernardino
Em julho de 1758, em uma solenidade especial foi colocada a pedra fundamental do Convento. Foram cinco anos de obra, até que Frei Inácio de Jesus abençoou a nova edificação. Os frades organizaram uma procissão solene para conduzirem as imagens dos santos venerados ao novo local. Com o convento em pleno funcionamento realizavam-se magníficas festas religiosas na igreja. As mais concorridas eram em homenagem a São Bernardino, Santo Antonio e São Benedito. Durante a Semana Santa, as famílias deslocavam-se para a vila, podendo assim acompanhar as procissões e assistir às solenidades que aconteciam de sexta-feira a domingo.

Nenhum comentário: