Fazenda Santo Antônio - Barra Mansa RJ

O município de Barra Mansa foi um dos maiores produtores de café do Vale do Paraíba e durante esta época muitas fazendas foram edificadas, entre elas a Fazenda Santo Antônio, construída em 1855. Situada na Colônia Santo Antônio, a fazenda possuía terras que estavam entre as melhores da região, pois a maior parte era plana. A propriedade era servida de uma parada de trem, da Estrada de Ferro Bananalense. Visando facilitar o escoamento da produção de café de suas fazendas, os fazendeiros da cidade de Bananal, no estado de São Paulo, empenharam-se na construção do ramal Bananalense, sem nenhum auxílio do Governo. O trecho ferroviário de 28 quilômetros ligava o município de Barra Mansa RJ à cidade de Bananal SP. A estrada de ferro tinha início na estação de Saudade, seguia pelas fazendas Santo Antônio e Cafundó, e logo chegava no distrito de Rialto. A primeira parada em terras paulistas era na fazenda da Glória, depois passava pela fazenda Rapé, onde existia uma variante para fazenda Resgate. Prosseguia pelas fazendas Três Barras, Vargem Grande e fazenda da Barra. No dia 24 de dezembro de 1888, os trilhos chegaram à estação ferroviária de Bananal. O primeiro proprietário da Santo Antônio foi Manuel Ferreira de Mattos, bacharel em direito, filho do capitão Antonio José de Mattos e de Anna Josepha de Sousa. Grandes festas e corridas de cavalos eram realizadas em suas terras, toda a opulência da fazenda foi sustentada pelo café, e era a mão de obra de mais de 100 escravos que proporcionava tudo isso.

2 comentários:

Antônio Carlos de Castro disse...

Havia uma pequena estação perto da Estação da Central do Brasil em Barra Mansa, não era o ponto inicial da Bananalense para passageiros ? como não havia rotunda, a composição viajava de ré. A Estação da Saudade era continuidade, ou agregava também cargas e mais passageiros?

Reinaldo Bittencourt disse...

Alguém tem contato, sabe quem são os donos..