Francisco Paulo de Almeida, único titular negro do Brasil Império




Francisco Paulo de Almeida, o Barão de Guaraciaba, nasceu em Lagoa Dourada MG, no dia 10 de janeiro de 1826. Foi ferreiro, ourives e tropeiro. Na segunda metade dos oitocentos, passa da condição de ferreiro para a de fazendeiro, ocorrida graças aos conhecimentos e acúmulo de capital com o abastecimento de gêneros para o Rio de Janeiro. Foi provedor da Santa Casa de Valença-RJ e Presidente da Câmara Municipal. Foi proprietário de várias fazendas em Valença, Paraíba do Sul, Três Rios, Vassouras, e em Mar de Espanha MG. Também adquiriu casas na Corte, e o Palácio Amarelo em Petrópolis RJ. No período de construção das Estradas de Ferro, doou grande parte de suas terras para a passagem dos trilhos. No ano de 1870, Francisco de Almeida inicia-se como empresário, dedicando-se à importação e exportação. O título de Barão de Guaraciaba foi concedido no dia 16 de setembro de 1887, por decreto em carta régia, assinada por S. A. Imperial, a Princesa Isabel, na ausência do seu pai S. S.D. Pedro II, referendado pelo Ministro de Estado dos Negócios do Império, deputado Manuel do Nascimento Machado Portela. Francisco Paulo de Almeida, faleceu em 09 de fevereiro de 1901. Em vida, desfez de quase todos os seus bens, deixando de herança aos seus dez filhos, as fazendas do Pocinho e Santa Fé para suas filhas e para os homens deixou dinheiro em espécie.

Nenhum comentário: