Vila Histórica de Mambucaba RJ

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário - Datada de 1863
Em 1550, surgiram os primeiros relatos sobre uma aldeia chamada Mambukabe, mas somente por volta de 1610, chegaram os primeiros colonizadores à região. Logo foi construído uma pequena capela, e um povoado formou-se em torno dela. Terminada a febre do ouro, o café passou a ser a grande fonte de riqueza do Brasil, e Mambucaba também teve seu momento de glória com as lavouras de café. Além de recebê-lo da Província de São Paulo, suas lavouras produziam uma quantidade significativa, tanto que em 1839, a produção foi de 300 toneladas. Porém, o apogeu de Mambucaba aconteceu entre 1850 e 1870. Nesta época, a vila tinha cerca de 3310 habitantes, divididos em 1784 livres e 1526 escravos. Havia teatro, armazéns de secos e molhados, lojas de fazendas, vendas de artigos variados, e 20 grandes propriedades, divididas entre fazendas de café e engenhos de açúcar. O porto de Mambucaba tinha um movimento extraordinário, servia para exportar o café da província de São Paulo, mas com a implantação do sistema ferroviário para o escoamento da produção cafeeira, a vila entrou em decadência. Com isso, vários prédios históricos desapareceram. Em 1968, no intuito de preservar o que restou, a vila foi tombada em sua totalidade, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, IPHAN. Com a abertura da rodovia Rio-Santos no início da década de 1970, o turismo de veraneio se estabeleceu como a principal fonte de desenvolvimento local.

2 comentários:

Nikyta Junqueira disse...

Oi moço,
Muito bacana seu blog!!!
Eu estava procurando algum blog das redondezas!!! E achei o seu...
Muito interessante mesmo!!!
Já estou te seguindo!!!
Beijinhos

Passa lá no viver Maraa!!!
(É um blog feminino... rsrs mas se gostar me segue também)
http://vivermaraa.blogspot.com/

Prof. Adinalzir disse...

Um dia eu ainda vou conhecer esse lugar, rsrs. Valeu!