Mendes RJ

Igreja Matriz de Santa Cruz, construída em 1857.
A cidade de Mendes tem origem em um simples rancho para pouso de tropas, erguido às margens do “Caminho Novo do Tinguá”, num atalho que ligava a aldeia de Valença com a cidade do Rio de Janeiro. O pequeno aglomerado, de temperatura agradável e solo fértil, começou lentamente a se desenvolver graças à constante circulação de tropeiros. A ocupação das terras teve início com a Fazenda Santa Cruz, de propriedade do Barão de Santa Cruz, transferida para a família Mendes. A fazenda cresceu e, por volta de 1850, passou a ser conhecida por Santa Cruz dos Mendes. A partir daí, desenvolveu-se na região o cultivo do café. O grande crescimento da lavoura cafeeira provocou a vinda da ferrovia para a região. Em 1889, lá se instalou a companhia de papel Itacolomy, iniciando a fase industrial do município, onde depois surgiriam outras fábricas. No entanto, é com a inauguração da iluminação elétrica, ocorrida em 1912, que o município demonstra um potencial para o desenvolvimento. Desta forma, a região vivenciou duas fases distintas de desenvolvimento: a primeira ligada ao cultivo do café, e a segunda com a implantação das indústrias. Mendes já foi parte de Piraí, Vassouras e Barra do Piraí, mas conseguiu emancipação em 1952, e foi definitivamente instalado em 11 de janeiro de 1953.
Estação Ferroviária - Inaugurada em 1911, foi toda construída em pinho de riga.

Um comentário:

Bananal, my history, my city, my life. disse...

Nobre amigo Nikson,
Eu e meus amigos convidamos você e toda a sua família para a exposição dos trabalhos e textos das crianças do Projeto Bananal, my city, my history, my life. Ela está acontecendo no Solar Aguiar Vallim. Os livros norteadores do projeto estão lá aos cuidados do Reinaldo. Queria que desse uma olhada no trabalho de Fábio Knoll. É uma publicação mais recente e o livro nos ajudou muito. Muito obrigada por tudo.
Roberta e alunos