Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição - Vassouras RJ

A construção da capela teve seu início em 1828. Em 1829 foi concluída a Capela Mor e ao seu redor juntam-se os primeiros moradores do povoado, que em 1933 foi elevado a categoria de Vila. A Capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição sofreu várias modificações no ano de 1838, graças a determinação do Governo da Província que mandou construir o corpo da igreja, as duas torres, consistórios e a sacristia. As obras se estenderam até 1853. O gradil de ferro, cercando a Matriz, foi colocado em 1871, em estilo neoclássico. O painel contornando o nicho da padroeira é uma obra de Antônio de Oliveira e foi colocado nas primeiras décadas do século XX. No ano de 1967, por determinações do Concílio Vaticano II, a Matriz sofreu algumas modificações para atender suas diretrizes, acompanhadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional, mantendo a caracterização da sesquicentenária igreja, monumento religioso que é referência para a cidade de Vassouras. No ano de 1978, a Fundação Severino Sombra, através de seu Departamento de História, organizou um Simpósio sobre a História do Vale do Paraíba. Foi montado no consistório um Museu Sacro e nele pode ser apreciado um conjunto de imagens, peças valiosas e importante documentação da Matriz. A Igreja Matriz está localizada no alto da colina da praça Barão de Campo Bello, no centro histórico da cidade de Vassouras, constituindo num dos mais belos monumentos históricos do Brasil, que projeta Vassouras no cenário internacional.

17 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Olá Nikson, estou encantada com seu blog. Ando pesquisando sobre o café e suas fazendas no início do séc XX pois sou escritora e estou escrevendo um livro. Vc saberia me informar quanto tempo durava uma viagem de carroça ou charrete em 1914 do Rio até Vassouras. Ou já era feita em trem? Se puder me dar alguma informação ou livro, agradeço demais. Grande abraço.

Nikson Salem disse...

Em 1865 foi inaugurada a estação Barão de Vassouras, era a estação mais próxima do centro da cidade. Em 1872, se abriu no centro da cidade, a estação da Estrada de Ferro Carril Vassourense, que tinha bondes a burro e que ligava o centro à estação de Barão de Vassouras. Em 1914 foi inaugurada uma nova estação no centro da cidade, e por algum tempo teve o nome de Cidade de Vassouras. A estação foi fechada em 1970, e atualmente abriga departamentos administrativos da Fundação Educacional Severino Sombra.

Da estação de Japeri (Rio de Janeiro), de onde partiu os trilhos do ramal que chegou à Vassouras, são aproximadamente 85 quilômetros de estrada de ferro.

Glorinha L de Lion disse...

Puxa , vc respondeu rápido, muito obrigada. Então, um fazendeiro que morasse no Rio iria a sua fazenda em Vassouras de trem? E vc sabe quanto tempo durava a viagem do Rio à Vassouras em 1915, mais ou menos?
Obrigada por sua ajuda. Abraço.

Nikson Salem disse...

Glorinha, o tempo exato de viagem é muito difícil de afirmar, mas segundo relatos de viajantes, a viagem entre Japeri e Barra do Piraí, levava em média 1h:30 para percorrer os 45km de distância. Com isso podemos deduzir que o tempo total entre Japeri e Vassouras, pudesse ser de no máximo 3hs de viagem, já que de Barra à Vassouras seriam mais 40km de distância.


Em 1855, deu início a construção da Estrada de Ferro Dom Pedro II, os trilhos atravessaram alguns municípios localizados nas proximidades da Côrte (atual cidade do Rio de Janeiro), em 1864 alcançou o Vale do Paraíba, e daí as províncias de São Paulo, e Minas Gerais.

Glorinha disse...

Obrigada amigo! Valeu pela rapidez e disponibildade. Abraços.

Prof. Adinalzir disse...

Caramba! Estou vendo que o amigo Nikson Salem é muito sábio e preciso nas suas respostas. Parabéns pela bela homenagem a Vassouras! :-)

Historiadora Ludmila Pena Fuzzi disse...

Nikson, a Igreja fica aberta em dia de semana para visitação? Estarei dia 2 e 3 em Vassouras e gostaria de conhecer

Nikson Salem disse...

Olá Ludmila, para uma informação mais precisa, entre em contato com a Secretaria da Paróquia.

Secretário Paroquial: Maurício Melo
Segunda a Sexta-feira: 08h-12h / 14h-16h
Sábados: 08h-12h
Contato:
(24)2471-1618


Horários de Missa
1ª Sexta- Feira de cada mês: Missa do Sagrado Coração de Jesus - 19h
Todos os Sábados - 19h
Todos os Domingos - 10h30 e 19h30

Patricia Blanco Ramos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Olá Nikson!
Sou aluna de um curso tecnico em guia de turismo e me foi proposto fazer um trabalho em formato de roteiro turístico sobre o vale do café e pesquisando escolhi Vassouras. Como eu nao conheço a regiao e a minha intençao é de fato aproveitar esse roteiro pra conhecer a cidade gostaria de saber se é possivel me indicar locais de maior importancia na cidade para uma viagem de 3 dias e 2 noites.
Grata!
Patricia

Juliane Santoro disse...

Bom dia , meu tenho informações que meu bisavô foi batizado aí, poderia confirmar pra por favo, nome dele é Felisberto Santoro Nascimento 28de julho de 1904 Filho de Francesco Santoro e Gemma Storino Santoro. Obrigado. Meu nome é Vanessa

Juliane Santoro disse...

Bom dia , tenho informações que meu bisavô foi batizado aí, poderia confirmar por favor, nome dele é Felisberto Santoro , Nascimento 28de julho de 1904 ,Filho de Francesco Santoro e Gemma Storino Santoro. Obrigado. Meu nome é Vanessa ,me Ajudem por Favor.

Juliane Santoro disse...

Bom dia , meu tenho informações que meu bisavô foi batizado aí, poderia confirmar pra por favo, nome dele é Felisberto Santoro Nascimento 28de julho de 1904 Filho de Francesco Santoro e Gemma Storino Santoro. Obrigado. Meu nome é Vanessa

Anônimo disse...

Vanessa meu nome é Mônica e meu bisavô também se chamava Felisberto Santoro. Tenho tentado pesquisar sobre ele. Minha mãe e avó são falecidas e não tenho muitas informações sobre ele. Será que poderia ser a mesma pessoa? Ouvi quando pequena que ele era ligado à Igreja e que talvez fosse enfermeiro. Poderíamos trocar informações?

O Católico disse...

Meu nome é José Eduardo Costa de Oliveira, sou nascido em Vassouras. Minha família mudou-se para a cidade devido a doença de meu avô, José Hallais de Oliveira, professor da escola de Belas Artes do rio de Janeiro. Pelo que consta nas histórias da família foi êle que pintou o painel atrás do altar mor da igreja, inclusive o único anjo de cabelos escuros é a minha tia que na época era criança.

Anônimo disse...

Monica ele era enfermeiro me liga 2136697902 sua mãe era carme?

Anônimo disse...

Meu nome é Linda Lewin. Sou professora da história do Brasil e estou escrevendo sobre a história de Faz. da Cachoeira (nome antigo da Faz. Cachoeira Grande) e a dona, Afonsina Cândida Teixeira (fal. 1886) e o segundo marido dela, Dr. Antonio Carlos Lazzarini (da década dos 1860 a 1880). Quero saber se ainda existem descendentes dos seis filhos deste casal em Vassouras. Outra pergunta importante: No ano do primeiro censo do Brasil, em 1872, era a Fazenda da Cachoeira parte da paróquia de NS da Conceição? Si não era, cual paróquia incluiu a fazenda? Muito obrigada para cualquer ajuda.