Ribeirão de São Joaquim - Distrito de Quatis RJ

Ribeirão de São Joaquim, 2° distrito do município de Quatis, é um lugar que parece ter parado no tempo, uma comunidade com 800 habitantes que se concentra ao redor do coreto, principal ponto cultural do distrito, onde ocorrem forró nos finais de semana e demais festividades. O lugar teve seu auge durante a era do café no século XIX. O Distrito servia de passagem para os tropeiros de Minas Gerais, e na ocasião, o local era muito movimentado. Daquele tempo, restou um conjunto arquitetônico com 20 casarões, que em sua maioria pertencia aos fazendeiros da região. A Capela de Nossa Senhora do Rosário é outra construção do início do século XIX, e para os moradores locais ela é o principal cartão de visitas do distrito.


15 comentários:

Michel Schanuel Girardi disse...

Gostei desse lugar, no meio do mato divisa com lugar nenhum... rsrs
Temos que voltar, dessa vez vou com pneus bons!

Valeu!

Limara Lis - Editora disse...

Olá!

Tentei comentar em seu blogue de Barra Mansa, mas está dando erro em comentários!

Coloquei um link de lá, no blogue V Vitrine Literária: www.vvitrineliteraria.blogspot.com - Matéria em homenagem ao niver de Barra Mansa.

Parabéns!

jose roberto novaes de freitas disse...

cidade onde nasci,lugar lindo, abencoado por Deus, local onde passei minha infancia,te amo sao joaquim.

leandro_gringo16 disse...

Moro em Barra Mansa mais todo ano vou para Rib. São Joaquim . Um lugar calmo e de pessoas humildes realmente abençoado por Deus e des dos meus 14 anos eu, meu pai e meus irmãos vamos para la de bicicleta é realmente uma boa aventura e um bom esforço pois é so subida ate chegar la !!!!
Espero que são joaquim sempre continue assim !!!

João Bosco disse...

Ótimo lugar para ir de bike. Gente boa e melhor ainda agora que conhecemos a Dona Catia que serve uma comida caseira que é uma maravilha!!!

regina apaarecida disse...

Linda paisagem , terra onde viveram meus avos,sou apaixonada, gente maravilhosa, inesquecivel moram em m coracao.. Parabens, obrigaado.

Darcio Vieira disse...

São Joaquim é um lugar lindo, excelente clima de montanha,lindas cachoeiras, em Janeiro 2012 teremos a 3º caminhada ecologica venham participar, estamos com um projeto para fomentar o turismo, precisamos de emprendedores, façam contato.

Darcio Vieira.

gelcyr disse...

Gostaria de conhecer São Joaquim mas quando a gente chega no centro de Quatis ñ tem indicação nenhuma de como chegar lá.Se puderem me ajudar agradeço.podem colocar no Blog.

ALDAIR disse...

É UM LUGAR ÓTIMO PARA DESCANSAR, RECARREGAR A BATERIA E ELIMINAR O STRESS DA CIDADE GRANDE
CHEGANDO EM QUATIS PASSA A LINHA DO TREM SEGUE ATÉ CHEGAR EM BAIXO DA FERROVIA NORTE SUL VIRE A ESQUERDA E SIGA EM FRENTE ATÉ CHEGAR LÁ
PARA ALMOÇAR PROCURE A KÁTIA
COMIDA DELICIOSA

ALDAIR

Lu disse...

Vocês precisam conhecer e prestigiar o Torneio Leiteiro é muito bom sempre no mês de Julho este ano começou dia 11/07 até 15/07/12 muito legal. comidinha boa, pessoal animado, animais lindos e forró animadissimo. Vão adorar!!!!

Anônimo disse...

E agora que tem a ADEGA SANG'REAL, o lugar ficou ainda mais aconchegante: no frio, um vinho ou chocolate quente e no calor, chop e cervejas diversas incluindo a badwaiser... A empada de bacalhau é tudo de bom. Valeu!

João BR Alves disse...

Nasci em S.Joaquim, na fazenda Boa Vista, banhada pelo rio Patriarca, localizada entre as fazendas do \Sr. Aliata e a da Dona Aracy, esposa do Sr. Moço. A Dona Aracy era muita amiga da minha mãe. Não apareço por lá a aprox. 45 anos mas este passado sempre esteve presente em minha mente,

gloria disse...

Eu nasci em São Joaquim, meus pais eram compadres de Seu Moço e dona Aracy,foi meu pai quem reformou a fazenda deles pela primeira vez, nós morávamos na fazenda velha, q tinha senzalas abandonadas, tinha uma casinha do Malaquias, um escravo de dentro, nessa casinha era onde se matavam e fritavam os porcos todos os anos... tinha uma tulha ao lado onde guardavam sementes c\ uma grande balança... tinha um grande forno perto da senzala sem portas c\ suas grandes bocas escancaradas , a noite mamãe dizia q ouvia o choro das crianças famintas vindos de lá, esse foi um dos motivos q nus mudamos da fazenda.tenho muitas saudades... no final desse mês irei voltar a São Joaquim, quero ver se ainda existe restos da fazenda velha, era lá pelos lados do Carrijo. Agente passava dentro de um riacho logo embaixo tinha uns negros remanescentes de escravos Benedito Artur e seus familiares tinha muitos descendentes de escravos morando por lá todos eram grandes amigos de meus pais, tinha o nego Silvio q dava um grito comprido q durava uma eternidade, (talvez 1 minutos) mas p\ nós crianças era um tempão. Seu Moço levava um balde cheio de leite toda tarde, tinha um goiabeiral a perder de vista mangueiras e jaboticabeiras nos terreiros da fazenda e um gigantesco pé de pitanga, um engenho puxado a cavalo e um alambique q meu pai fazia cachasse e mamãe fazia rapaduras, tempo bom, q as pessoas de hoje jamais viverão e nem podem imaginar como agente era feliz!!!!

Fernando Lemos disse...

Estivemos lá numa sexta-feira, 09 de setembro de 2011. Um lugar realmente muito especial.
Fiz uma postagem no meu blog e para quem se interessar, aí vai o link:
http://fernandolemos2.blogspot.com.br/2011/09/passeando-ribeirao-de-sao-joaquim.html
Parabéns pela iniciativa. Li hoje uma notícia de que estão com projeto para divulgar o distrito. Se puder ajudar em alguma coisa, me contatem.
fepele2@bol.com.br
Ou no Facebook:
https://www.facebook.com/fepele2?ref=tn_tnmn

Forte Abraço e...

Namastê.

Cláudia Leonor disse...

Oi Nikson tudo bem? Vc tem informações sobre uma grande fazenda da região que se chamava Uruguaina? Meu bisavô nasceu nesta fazenda, mas não consigo localizá-la. Os mais velhos dizem que era muito grande, que ficava na divisa entre Minas Gerais e Rio de Janeiro, perto do distrito de Santa Isabel. Você pode ajudar-me? Grata!