Estação Ferroviária - Barra Mansa RJ

Em meados do século XIX, Barra Mansa era um centro de serviços e comercialização das prósperas fazendas de café. Sua elevação a categoria de cidade em 1857 está diretamente ligada à produção cafeeira. A inauguração do trecho ferroviário da Estrada de Ferro Dom Pedro II marcou uma nova etapa na história urbana, não somente pela agilidade de escoamento da produção cafeeira, mas também pela maior facilidade de comunicação com outros estados e cidades da região. A antiga estação ferroviária, inaugurada pela princesa Isabel e seu marido Conde d’Eu, em 16 de setembro de 1871, representa um marco histórico no desenvolvimento de Barra Mansa. Uma das mais belas do Brasil no séc. XIX, a estação foi construída com verba arrecadada junto à população mais abastada, tendo Joaquim Leite Ribeiro de Almeida como o maior doador. Em 1889, com a queda do Império, a Estrada de Ferro Dom Pedro II passou a se chamar Estrada de Ferro Central do Brasil. Em 1988, um incêndio de grandes proporções quase fez desaparecer o prédio, que com o apoio de empresas locais e movimentos culturais, foi totalmente reformado e entregue a população em 1994, quando a estação passou a abrigar a Biblioteca Pública Municipal. A estação faz parte dos Bens Tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - INEPAC. Hoje, o prédio abriga a Estação das Artes, espaço vocacionado a produção e difusão das artes visuais.

2 comentários:

Anônimo disse...

Bela foto deste ponto especial em Barra Mansa. Admirei todas as outras fotos de seu blog também, lugares bem familiares. Como sou professora estou usando seu link para divulgar algumas imagen e informações. Tudo de bom! Roberta

Anônimo disse...

Sou guia de turismo de Volta Redonda, não sabia muito sobre Barra Mansa e estou usando seus posts para contar um pouco da história da cidade para meus grupos!!
Show!!